Cargando...

Fundo do poço

Fundo do poço

Fundo do poço

POR MLAGATTO

O título acima estava preparado em alusão à derrota contra Boca e à insólita última posição de River na tabela do Apertura. Depois da incrível caída ante Chivas, mais uma vez em pleno Monumental, não me ocorreu outro.

River vem jogando mal há muito tempo. Não é apenas um ou outro jogador: este mal afeta a maioria dos que compõem o plantel titular, e a vários dos reservas. Já no primeiro semestre, mesmo conquistando o 33ro campeonato, o quadro de Simeone não convencia. O título, conseguido na sua primeira temporada em River deveria ter servido para eliminar a ansiedade e dar a calma necessária para planejar o futuro. Não é o que vemos: o atual campeão argentino dá pena, e nos dois campeonatos de que participa.

Para nenhum clube do mundo pode ser normal que tantos jogadores joguem mal, muito menos que tantos joguem mal ao mesmo tempo, e menos ainda que tantos joguem mal ao mesmo tempo e durante tanto tempo. Todas as equipes passam por altos e baixos, mas clubes de grande porte não podem conviver tão mansamente com este tipo de crises como continua ocorrendo em River.

Já vimos isto acontecer várias vezes nos anos recentes. O último River de Passarella não ganhou nada e deu ao torcedor algumas frustrações, mas nem remotamente jogava tão feio quanto este. Além disso, os comandados de DAP conseguiram contra Boca duas memoráveis vitórias, 3x1 e 2x0, e jogando o futebol de toque, rápido e eficiente de que o riverplatense gosta.

O River de Simeone, por outro lado, parece não ter alma. Corre muito, mas joga nada e perde quase tudo. Uma e outra vez frustra o torcedor. Antes, pelo menos ganhava no Monumental. Agora, nem isso.

Alguma coisa precisa mudar, e já.


Últimos videos

Comentarios


Agreganos a favoritos Cerrar
Agreganos a favoritos Cerrar