Cargando...

Já estamos em quartas-de-final. . .

Já estamos em quartas-de-final. . .

Já estamos em quartas-de-final. . .

POR MLAGATTO

. . .mas River não jogou bem ontem a noite contra Defensor Sporting. Lamento pelos que opinam diferente, mas 2x1 é muito pouco para quem que já tinha conseguido placar idêntico como visitante. Ontem era a noite ideal para alcançar um marcador mais elástico, desses que deixam o elenco mais confiante e a torcida mais satisfeita.

Defensor insistiu com sua proposta de “ligação direta”, em que a bola vai da defesa para o ataque sem passar pelo meio-campo. Sempre se pode alegar que River não podia jogar de forma diferente. Porém, como vem acontecendo há tempos, River foi muito impreciso, teve dificuldades para recuperar a bola, e não atacou tudo que deveria um Defensor Sporting que vinha a jogar a tudo ou nada.

Nossa defesa continua sendo motivo de preocupação: ontem, quase todas as bolas chutadas pelos homens de Defensor foram diretamente para o gol, como se Ojeda não tivesse na sua frente cinco ou seis companheiros encarregados de evitar justamente isso. No agônico gol de Defensor, aos 46ST, cinco homens de River apenas olham como os três atacantes tocam a bola dentro da nossa área e convertem.

No meio-de-campo, River não marca como um time copeiro e deixa o adversário jogar. Isto pode ser fatal contra equipes mais ambiciosas. Ontem River perdeu quase todas as “segundas bolas”, que é aquela bola espirrada que sempre sobra para alguém. Defensor parecia ter mais de 11 em campo, porque seus homens chegavam a quase todas as bolas antes que os nossos. Como conseqüência, a equipe uruguaia teve mais posse de bola; se não soube o que fazer com ela é outra questão.

Mais uma vez: trata-se de um típico problema de posicionamento, que somente pode ser resolvido com treino exaustivo. River deixa o adversário chegar perigosamente perto da nossa área, o que é estranho em um time comandado por Simeone, que como jogador foi volante de contenção. Para ganhar a Sulamericana, é preciso jogar como time pequeno, marcando e mordendo no campo inteiro. Não há outro método.

Eu, que não entendo de futebol, já tinha cantado essa bola na coluna anterior quando comentei a escalação de Mauro Rosales como volante pela direita. Ontem Rosales não encontrou seu lugar em campo, perdeu várias bolas, e cometeu algumas faltas que em outros jogos podem custar caro. Acabou sendo substituído. Por que é tão difícil entender que Rosales deve jogar como atacante pela direita? Se tivesse jogado assim poderia ter contribuído para melhorar o pífio desempenho do estático Abreu.

O Abreu de ontem foi o que já conhecíamos. Fora a bola que baixa de cabeça para Barrado no segundo gol de River, Loco Abreu não incomodou a defesa uruguaia; nos centros, esperou a bola quase sempre no segundo pau, onde só conseguia cabecear espremido pelos defensores adversários. Loco tem a mania de baixar a bola mesmo quando não há um companheiro por perto, e de sacar o balão da área sem necessidade. Além disso, não sabe jogar sem bola e é muito limitado com a redonda nos pés. Em lugar de tirar Rosales no ST, a substituição mais lógica teria sido sacar o inoperante Abreu e mandar Salcedo a campo, atacante com mais fome de gol que o uruguaio, e fazer Rosales jogar mais adiantado e aberto pela direita.

Quais as instruções que Simeone deu a Archubi? Boa pergunta. Se for “ter a bola” apenas, o canhoto Archubi fracassou rotundamente; se for “ocupar a faixa esquerda” – como seria lógico – idem. Archubi esteve perdido em campo, perdeu várias bolas, e cometeu faltas próximas da nossa área. Pela sua condição de canhoto, Archubi deveria jogar aberto pela esquerda, voltando para ajudar a defesa sempre que necessário.

Simeone tem a sua disposição um plantel variado e com razoável qualidade; porém, é preciso pôr os homens para jogar em suas posições originais, onde mais possam render. Do lado tático, é preciso jogar como um time copeiro: antecipar a marcação, morder em todo o campo, e recuperar rapidamente a bola.

E nunca, nunca mesmo, ceder o contra-ataque ao adversário.


Últimos videos

Comentarios


Agreganos a favoritos Cerrar
Agreganos a favoritos Cerrar